PSICANÁLISE E CULTURA

Nosso Núcleo de Psicanálise e Cultura, coordenado por Demétrius Abreu, visa aproximar esses dois campos que, desde os primórdios da Psicanálise estiveram interligados. Freud sempre bebeu de fontes da Literatura, como Goethe, das artes e da cultura ocidental, como Leonardo da Vinci, Fiodor Dostoiévski, entre outros, de um modo que tais elementos foram úteis para amparar e explicar suas teorias.

Pensamos esse Núcleo com o objetivo de discutir a psicanálise à luz de algumas produções artísticas e culturais como o cinema, literatura e também seriados. 

Em 2016 e 2017 desenvolvemos a atividade Cinema e Psicanálise e, posteriormente, passamos também a discutir a Psicanálise na interface com a Literatura. No primeiro semestre de 2018 ofertamos discussões entre a psicanálise e uma famosa série brasileira, realizada pela HBO, chamada “PSI", escrita pelo psicanalista Contardo Calligaris.

E agora para o segundo semestre de 2018 daremos continuidade aos encontros em que serão exibidas séries que estão em destaque em nossa contemporaneidade e que propiciam discussão e suscitam questões pertinentes ao campo da Psicanálise. 

Sendo assim, seguimos sempre o intuito de buscar atividades de transmissão da psicanálise em suas diversas interfaces com a produção humana.